Pelo Encravado: Causas, Tratamentos e Prevenção

caimbras
Câimbras – Dicas para Tratá-las
24 de maio de 2019
Dores de cabeça: um guia para enfrentar a cefaleia
3 de junho de 2019
Exibir tudo

Pelo Encravado: Causas, Tratamentos e Prevenção

pelo encravado

Pelo encravado é uma condição caracterizada pela dificuldade de um pelo “romper” a pele e nascer, o que resulta em um crescimento interno que pode coçar e até inflamar.

Muitas pessoas insistem em tentar tirar o pelo com as unhas, mas geralmente isso piora o quadro e nada resolve.

pelo encravado

O que é exatamente Pelo Encravado?

É um pelo que cresce para dentro da pele. Isto é, quando o pelo nasce normalmente, mas se curva de volta para o corpo, deixando parte dele para fora. O pelo encravado ainda pode ser decorrência de algum bloqueio e começar a crescer para o lado, ficando visível abaixo da camada de pele. É mais comum um pelo encravado inflamar quando ele simplesmente se volta para o mesmo espaço do qual saiu, muitas vezes formando uma bolinha vermelha dolorida.

Quais as causas do Pelo Encravado?

• Depilação

Existem inúmeros motivos que levam um pelo a encravar. Várias causas estão associadas, mas a principal é a retirada de pelos.

Como mulheres costumam ser as mais adeptas da depilação, são elas que sofrem mais com esse problema. O fato também vale para a retirada com lâmina, cera ou pinça. A não ser que a depilação seja feita a laser, é bem provável que algum pelo irá encravar.

Os homens que se raspam ou depilam também estão sujeitos a isso, principalmente na região da barba, pescoço e peito.

• Roupas apertadas

Roupas apertadas também causam pelo encravado devido ao atrito constante com a pele, especialmente na virilha e nas coxas. O problema é ainda mais comum em quem pratica esportes e outras atividades.

• Tipo de pelo

Regiões do corpo em que os pelos são mais grossos e enrolados ou pessoas que tenham o cabelo e a barba com essas características estão mais sujeitas a desenvolverem pelos encravados.

pelo encravado

Sintomas de Pelo Encravado

É comum que se forme uma bolinha avermelhada que pode doer e até ter pus.

A pele em volta do pelo encravado ainda pode ficar escurecida em um processo chamado de hiperpigmentação.

Por fim, ainda pode haver coceira, sensação que por vezes se mistura com a dor.

Apesar de todos estes sintomas, o principal sinal de que um pelo está encravado é visual, pois é relativamente fácil identificar um pelo teimoso que cresce para dentro ou por debaixo da pele.

Na maioria dos casos, o pelo encravado interno não causa lesões na pele e nem sangra, a não ser que seja manipulado com os dedos, unhas ou pinça.

Complicações

A principal complicação decorrente de um pelo encravado é uma possível infecção bacteriana, a qual geralmente ocorre quando o indivíduo o cutuca.

Pode se instalar uma infecção que predispõe o aparecimento de um abscesso e até de cicatrizes.

Um dos possíveis resultados é a formação de um furúnculo, lesão decorrente da infecção pela bactéria Staphylococcus aureus – que tem presença comum na pele, mas se prolifera perante imunidade baixa.

A combinação entre pelo encravado, imunidade baixa e alguém cutucando a região com a mão não higienizada favorece ainda mais o quadro.

Tratamento

De maneira geral, o pelo encravado se resolve naturalmente, sem a necessidade de interferência, mas há pessoas que tem o problema em sua forma crônica e precisam de tratamento. Na dúvida, consulte um dermatologista.

Como prevenir o pelo encravado?

• Esqueça a depilação

O ideal para quem sofre muito com esse problema é optar por deixar o pelo crescer de vez ou se livrar definitivamente deles por meio da depilação a laser.

Caso isso esteja fora de cogitação, a orientação é raspar os pelos com a pele úmida e obedecer a direção para a qual os pelos crescem na hora de raspar e depilar.

• Evite roupas apertadas

Ainda evite usar roupas muito apertadas pois elas causam atrito e podem até impedir o crescimento dos pelos.

• Esfoliação

Lavar-se com uma esponja macia ou um sabonete líquido com microesferas ajuda a esfoliar a pele, retirando células mortas e estimulando o crescimento adequado dos pelos. Faça isso antes de se depilar ou barbear e na hora de dormir.

pelo encravado

Fonte: ativosaude.com