Novembro Azul faz alerta sobre o câncer de próstata

Quatro passos para conviver com a diabetes
5 de novembro de 2019
Dezembro é tempo de diversão, mas também de cuidados extras com a pele
5 de dezembro de 2019
Exibir tudo

Novembro Azul faz alerta sobre o câncer de próstata

O movimento Novembro Azul visa divulgar a importância do diagnóstico precoce de doenças que atingem os homens, como o câncer de próstata. A ação começou em 2003, na Austrália, e hoje já é realizada em várias partes do mundo, inclusive no Brasil.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, sendo que o primeiro é o câncer de pele não-melanoma.

Entenda o que é o câncer de próstata, foco do Novembro Azul


A próstata é uma glândula que fica abaixo da bexiga e à frente do reto. O pequeno órgão está próximo ao início da uretra e é o responsável por produzir o sêmen.

No geral, o tumor cresce lentamente e pode levar até 15 anos para chegar a ter 1 cm³. Nessa fase, enquanto ainda está crescendo, é silencioso, ou seja, o homem não sente nenhum sintoma. Contudo, há casos nos quais as células tumorais se desenvolvem mais rapidamente e se espalham para outros órgãos.

Sintomas do câncer de próstata


Inicialmente, o câncer de próstata pode ser silencioso. Porém, em estágios mais avançados, a pessoa acometida pode apresentar:

  • dor óssea, principalmente nas costas, quando o tumor se espalhou;
  • dores ao urinar;
  • necessidade de urinar com frequência;
  • presença de sangue no sêmen ou na urina.

Diagnóstico


O diagnóstico precoce aumenta as chances de cura. Ele pode ser feito por meio de um exame realizado no ambulatório, chamado de toque retal. Além do exame físico, há também a dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico), que é laboratorial.

Caso seja encontrada alteração em algum dos dois exames, é indicado fazer uma biópsia para confirmar a presença de um tumor e determinar se ele é benigno ou maligno.

Tratamento do câncer de próstata


O tratamento do câncer de próstata varia de acordo com a evolução da doença. Quando em estágio inicial, ou seja, quando o tumor está localizado apenas na próstata, pode ser realizada a cirurgia ou radioterapia.

Já no caso de doença avançada além de cirurgia e radioterapia, há o tratamento hormonal que pode ser indicado. Caberá ao médico estabelecer o melhor protocolo.

Prevenção


Quando diagnosticado no início, as chances de cura do câncer de próstata aumentam. É por isso que o movimento Novembro Azul quer alertar e incentivar os homens a realizarem os exames de toque anualmente. A indicação é que esse procedimento seja feito por homens a partir de 50 anos de idade. Caso julgue necessário, o médico poderá solicitar também o exame laboratorial PSA.

Homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer e, por isso, são considerados grupo de risco. Para eles, é indicado que o acompanhamento anual seja feito a partir de 45 anos de vida. Já quando a pessoa tem casos de câncer de próstata na família, o exame deve ser feito a partir de 40 anos de idade.

Além dos exames preventivos, é indicado ter uma alimentação equilibrada e saudável, praticar exercícios físicos e evitar o ganho de peso.