É hora de tomar pílula? Guia prático para você tomar essa decisão numa boa

O que é Outubro Rosa?
7 de outubro de 2019
Quatro passos para conviver com a diabetes
5 de novembro de 2019
Exibir tudo

É hora de tomar pílula? Guia prático para você tomar essa decisão numa boa

A pílula anticoncepcional está prestes a completar 60 anos do início de sua comercialização. Em todo esse tempo ela proporcionou uma revolução para as mulheres. Além de permitir o planejamento familiar, ela também oferece muitos outros benefícios. 

Muitas adolescentes recebem prescrição de pílula para os mais diferentes objetivos. O uso do anticoncepcional pode ser uma opção de tratamento para cólicas menstruais, menstruação irregular, TPM, acne síndrome do ovário policístico (SOP) e endometriose. 

Para você entender rapidamente o que são as pílulas 

Elas são, basicamente, de dois tipos. Um é formado pela combinação de dois hormônios: estrogênio e progestogênio e o outro apenas com progestogênio. 

Mas há também outras opções de aplicação como os anticoncepcionais injetáveis, quando é feita apenas uma injeção por mês. O anticoncepcional injetável geralmente é indicado para mulheres que não possam usar a pílula por via oral. 

E quando chega a hora de tomar o anticoncepcional, é natural que você procure alguém para bater um papo e receber uma orientação. É normal não saber por onde começar porque essa é uma etapa nova da vida. Por isso, elaboramos um guia para que você saiba como, o que e com quem falar quando sentir que chegou a hora de tomar a pílula.

Pais

É um passo decisivo abrir diálogo com aqueles que você mais confia e que são as pessoas que mais se preocupam com você. Apenas lembre-se: sua mãe também já passou por isso. Então, fique tranquila e encontre um momento apropriado para tocar no assunto e desenvolver uma conversa franca. Se você acredita que é impossível falar disso com eles, busque alguém da sua mais extrema confiança (uma irmã mais velha, por exemplo) para expor o que você está sentindo ou até mesmo para ajudar a abrir o caminho para uma conversa com seus pais. 

Profissional de saúde

A grande maioria das mulheres vai ao ginecologista quando passa pela primeira menstruação. Mas ao decidir que chegou a hora de tomar a pílula, é importante consultar um especialista novamente. Não deixe de levar as informações necessárias para que esse profissional escolha o medicamento mais adequado para você: período menstrual, medicamentos que você toma e até se você fuma. Mesmo que seu hábito seja escondido da família, essa informação é importante e um médico não contará para seus pais. Não tenha medo de fazer perguntas. Nada é tão normal quanto ter dúvidas nessa hora e, assim como você e seus pais, o profissional de saúde também já viveu esse dilema.

Parceiro

É muito importante lembrar que a pílula anticoncepcional previne a gravidez, mas não impede a contaminação de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Por isso, ter uma papo reto com quem você vai dividir sua intimidade é tão necessário quanto com seus pais e o profissional de saúde. Se você não se sentir à vontade para se abrir com seu parceiro, preste atenção porque alguma coisa pode estar errada.

Para saber mais

Pesquise e se informe sobre assunto o máximo que puder e, claro, em fontes confiáveis. As amigas da sua idade, por mais que sejam de confiança, muitas vezes sabem tão pouco quanto você. Depois de conhecer mais sobre o tema, você vai se sentir mais confiante. A partir daí é mais fácil demonstrar que está tomando a decisão certa e que a preocupação com esse assunto é um sinal de responsabilidade.