Dicas para viver e conviver melhor com uma doença crônica

Dores de cabeça: um guia para enfrentar a cefaleia
3 de junho de 2019
Gripes e resfriados: suas atitudes podem evitar que as crianças se contaminem
14 de junho de 2019
Exibir tudo

Dicas para viver e conviver melhor com uma doença crônica

A descoberta de uma doença crônica é também a notícia de que sua vida mudou. Novos hábitos serão adquiridos e outros precisam ser deixados de lado.

A primeira reação de quem é diagnosticado com algum problema desse tipo é se sentir diferente. Mas, calma. Talvez a realidade não seja bem essa. Atualmente, 54,7 milhões de pessoas no Brasil convivem com alguma doença crônica, segundo dados do Ministério da Saúde e do IBGE.

No mundo, celebridades como Kim Kardashian (psoríase), Lady Gaga (fibromialgia), Selena Gomez (Lupus), Christina Aguilera (depressão) e Halle Berry (diabetes) adaptaram suas vidas de estrelas a um dia a dia diferente e nem por isso deixaram de fazer shows, entrevistas, eventos publicitários ou se divertir com amigos e familiares.

Então, a primeira dica para quem tem uma doença crônica é saber que você pode conviver (e bem!) com ela. Afinal, todos nós, mesmo quem não possui alguma doença crônica, temos alguma limitação, não é mesmo?

Dá para ser (muito) feliz mesmo tendo uma doença crônica!

Mas é claro que há outros cuidados que você pode ter para melhorar sua rotina:

  • Organize seus remédios

É importante guardar seus medicamentos todos no mesmo lugar e sempre longe das crianças. Tenha uma caixa apenas para seus medicamentos e confira sempre a data de validade. Lembre-se também que remédios precisam ficar longe da umidade. Por isso, deixar seus comprimidos no banheiro não é uma boa ideia por ser um local onde se acumula muita umidade. Você também pode separar as caixas de acordo com o seu uso. Por exemplo: remédios para dor de cabeça pra cá, de estômago pra lá e, claro, não se esqueça daqueles do seu tratamento contínuo. Essa dica serve para o dia a dia e, quando uma viagem chegar, ficará muito mais fácil se organizar.

  • Coma bem e faça atividade física

Você já deve ter escutado isso antes, mas não custa repetir: alimentação e exercícios físicos podem ajudar a maioria das pessoas com alguma doença crônica. Há diversos estudos científicos que mostram que frutas e vegetais ajudam a controlar e até mesmo prevenir doenças crônicas. Tente sempre incluir esses hábitos no seu dia a dia para deixar sua doença controlada.

  • Preste atenção no seu corpo

Além da medicação, do acompanhamento médico e dos cuidados para controlar uma doença crônica, há um ponto muito importante que não pode ser esquecido: preste sempre atenção aos sinais do seu corpo e de sua mente. Eles sempre vão dizer quando alguma coisa não anda bem. É como se fossem termômetros capazes de indicar que alguma mudança pode estar acontecendo. Então, pode ser hora de procurar o médico novamente.

  • Fale sobre você

Converse! Esqueça o preconceito das outras pessoas e até mesmo aquele que pode estar dentro de você. Como foi dito acima, muita gente precisa conviver com alguma doença crônica e, mesmo aqueles que não precisam, possuem alguma limitação que os impede de fazer tudo aquilo que gostariam. Converse com a família sobre sua condição, fale com seus amigos e também entre em contato com outras pessoas que façam o mesmo tratamento que você. Cada experiência é única e pode ajudar você a encontrar outras dicas para conviver melhor com você mesmo, com sua família e amigos.