Dicas para prevenção de doenças na cidade - Poupafarma

Dicas para prevenção de doenças na cidade

Três cuidados essenciais para manter a saúde no inverno
4 de junho de 2020
Consulte um médico para escolher a pílula que funciona melhor para você
29 de julho de 2020
Exibir tudo

Dicas para prevenção de doenças na cidade

No Brasil, algumas cidades já começam a flexibilizar o isolamento social e muita gente vai precisar sair para trabalhar, ir às compras e usar o transporte público. Mas é bom lembrar que o coronavírus não está controlado e ainda não há vacina para ele. Além disso, estamos no inverno, estação que aumenta os riscos de doenças respiratórias. Então, confira algumas dicas para manter a saúde se você precisar ir às ruas.

Repita comigo: não vou tocar o rosto

Se você não encostar suas mãos no rosto, já reduz bastante a probabilidade de colocar um vírus para dentro do seu corpo, mesmo se suas mãos estiverem contaminadas. Sabe quando pinta aquela coceirinha no nariz e as mãos se movem como se tivessem vida própria? Então, nesses segundos de desatenção é que deixamos aberta a principal porta de entrada para vírus e bactérias. Mas sabemos como, às vezes, é difícil controlar esse movimento automático, então mentalize também aquela frase repetida há mais de três meses em todos os lugares: lave as mãos. Se por acaso a primeira barreira de proteção falhar e você, sem perceber, der aquela coçadinha no nariz, as mãos higienizadas evitam o transporte desses vírus e bactérias. Por isso é fundamental lavar as mãos com água e sabão várias vezes ao dia e sempre sair de casa com o frasquinho de álcool em gel no bolso. Use-o sempre que você colocar as mãos em algum lugar onde outras pessoas podem ter encostado antes, como: maçanetas, corrimãos, caixas eletrônicos e nos apoios do transporte público. 

Esqueça o guarda-chuva, mas nunca a máscara

Como o inverno é uma estação com poucas chuvas, esquecer o guarda-chuva pode não ser um grande problema. Agora, sair de casa sem a máscara é uma péssima ideia. A falta de umidade do ar nessa época do ano aumenta a disseminação de vírus e bactérias que causam diferentes doenças respiratórias e a máscara serve de proteção contra todos elas. Sem falar que por causa da pandemia do coronavírus, o uso de máscaras se tornou obrigatório em todos os estabelecimentos e você será barrado se não usar. Se for necessário ficar muito tempo fora de casa, é recomendável trocar sua máscara depois de duas horas de uso. Por isso, o ideal é ter mais de uma para que você possa trocar enquanto lava aquela que usou com cuidado. Desinfete e passe com ferro quente. A melhor parte dessa dica é que as máscaras se tornaram um item de vestuário e você pode combiná-las com a roupa ou adquirir modelos personalizados. Só não vale usar abaixo do nariz ou apenas para cobrir o queixo.

Mantenha uma distância segura Imagine que você está com uma roupa nova e entrou em um lugar que acaba de ser pintado, cheio daquelas placas “tinta fresca” ou que você está dirigindo em uma rodovia e sempre aparece a sinalização “mantenha distância”. É mais ou menos isso que você deve fazer quando sair de casa, como se cada pessoa fosse um poste que acabou de ser pintado ou um carro que pode frear bruscamente. Pois é, neste momento o distanciamento social é uma medida de segurança para a sua saúde e dos seus familiares. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda uma distância mínima de um metro entre as pessoas. Alguns países exigem distanciamento de um metro e meio a dois. A partir de agora, a expressão “cada um no seu quadrado” é sinônimo de saúde pública e se o ônibus passar lotado já sabe: espere o próximo. Evitar aglomerações é essencial para a prevenção de várias doenças transmissíveis, inclusive a Covid-19.